quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

O PRECONCEITO DO BEM

Li um texto de Córa Ronai hoje no Globo e fiquei pensando que há uma turma que defenderia sem pestanejar uma espécie de "censura do bem" no Patropi. É mesmo difícil para um país como o Brasil, que viveu sobre o tacão da censura pra valer por 20 anos, ouvir a opinião contrária à sua sem querer tirar o direito da pessoa se expressar. É um "preconceito virtuoso": "Ah, ele não pode falar o que falou!" Por que não? Você pode concordar, discordar, isso faz parte da tão propalada LIBERDADE DE EXPRESSÃO. "Por que dar voz a esse tipo de gente?" É o que as Brigadas Iluministas se perguntam. Até que pode chegar um dia em que podem começar a se perguntar: "Por que dar voz à Cora Ronai?" Não é isso que eu quero pro país.


Veja em que ponto nós chegamos: Silas Malafaia não foi condenado pela Justiça e queremos, os de bom coração, lhe cassar a opinião. Não afronta o STF, não foi condenado por peculato, corrupção ativa e passiva e formação de quadrilha. Não afronta uma mísera lei - até onde se sabe. Está lá defendendo seus pontos de vista, que podemos achar uma merda ou não. Já José Dirceu, que quer incendiar o país, afrontando a Constituição e o Judiciário, é um criminoso condenado há dez anos e dez meses, e até o jornal onde Cora escreve lhe dá voz. Aí, ninguém reclama.